NOTICIAS E DICAS

Vigilância ou segurança patrimonial? Qual a diferença?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
vigilância ou segurança patrimônial

Muitas pessoas têm dúvida quando o assunto é vigilância ou segurança patrimonial, afinal, mesmo sendo termos parecidos, suas funções são diferentes!

A preocupação com a proteção, seja para residência, patrimônio, condomínio e até mesmo empresa, tem crescido e muitas pessoas estão buscando por um sistema de vigilância ou segurança patrimonial. 

Contudo, mesmo sendo termos semelhantes, cada um tem as suas particularidades. Por isso, normalmente, as pessoas fazem confusão, não sabendo ao certo qual é a melhor alternativa para a sua realidade.

Você também tem dúvidas sobre a diferença entre vigilância e segurança patrimonial? Então, este artigo é para você! Vem com a gente!

Entenda o que é segurança patrimonial

A segurança patrimonial tem como foco manter seu patrimônio longe de perturbações e danos. Além do bem material, ela garante a integridade física das pessoas presentes naquele ambiente.

Seu principal objetivo é prevenir o risco de perdas. Por isso, a segurança patrimonial conta com um profissional qualificado que faz um planejamento completo voltado para analisar os riscos.

A segurança patrimonial busca prevenir contra:

  • Roubos;
  • Incêndios;
  • Acidentes;
  • Violação de sistemas informatizados;
  • Chantagens;
  • Explosões;
  • Desabamentos;
  • Sequestros;
  • Uso de drogas e álcool no ambiente de trabalho;
  • Furtos e outros prejuízos.

Além disso, a mesma afasta algumas interferências, como: sabotagem, roubo de informações e espionagem. Entretanto, caso se contrate um segurança para cumprir com a atividade é preciso considerar que ele não pode usar armas. Isso porque a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) não coloca a segurança como uma ocupação profissional.

O que é vigilância patrimonial

O vigilante patrimonial, portanto, busca promover a orientação sobre quais são as melhores medidas de segurança daquele ambiente. Além disso, promove assistência para a empresa, advertindo situações irregulares, intervindo em situações de risco e realizando o registro de ocorrência.

Assim, podemos afirmar que os vigilantes previnem e controlam delitos e outras irregularidades, agindo em busca do zelo e segurança do patrimônio das pessoas. O vigilante atua em paralelo com a força policial, impedindo ações criminosas. 

Vale ressaltar que o vigilante precisa contar com cursos validado pela Polícia Federal. Isso porque, durante seu exercício é assegurado que ele tenha um porte de armas.

Quais são as principais diferenças entre os dois conceitos?

A segurança patrimonial previne que um patrimônio tenha perturbações, bem como danos diversos. Ela tem como objetivo garantir a integridade das pessoas que moram ou trabalham naquele ambiente.

O profissional responsável pela segurança patrimonial pode ser um guarda, um vigia, um segurança ou até mesmo um porteiro. Entretanto, independente de quem for, a profissão não é regulamentada, o que não permite que esses profissionais andem armados.

Já a vigilância patrimonial também busca pela proteção de pessoas e patrimônios contra incêndios, assaltos, agressões e muito mais. Contudo, a profissão de vigilante tem regulamentação, o que torna o profissional um atuante direto com a Polícia Federal. Portanto, também pode andar armado, impedindo ações criminosas.

Enfim, ambos têm seus pontos positivos e garantem segurança a bens e pessoas. Entretanto, vale se atentar às características de cada um, para garantir a proteção mais viável para você.

Gostou e quer contratar o serviço? Acesse nosso site e fale com a Serval, referência em toda a região norte!

NOTÍCIAS E DICAS

OUTRAS NOTICIAS

TIRE SUAS DÚVIDAS AGORA

FALE COM UM DE NOSSOS CONSULTORES

OU

SOMOS ESPECIALIZADOS NA

REGIÃO NORDESTE

Atendemos nossos clientes em todos os estados da Região Nordeste.
Consulte abaixo nossas filiais.

VEJA OS ENDEREÇOS

MATRIZ

NATAL

TERESINA

JUAZEIRO DO NORTE

RECIFE